Em meio a crise, governo destina recursos para igreja realizar comemorações

1
16566

Em meio a profunda crise econômica que atinge o país e o Estado gerando a falta de recursos em setores importantes como saúde e segurança pública, assim como parcelamento de salário dos servidores, o governador Waldez Góes (PDT) decidiu mobilizar toda a máquina pública e destina recursos dos cofres públicos para bancar as comemorações do centenário da igreja Assembleia de Deus no Amapá.

De acordo com informações da Secretaria de Comunicação o governo oficializou, nesta segunda-feira (12), apoio estrutural e financeiro para a Assembleia de Deus. Sem detalhar o valor exato que será destinado para a igreja a secretaria afirma que o aporte é de 25% do valor global do projeto, e vai ajudar a fomentar os quatro meses de programação, que inicia no próximo dia 24 e termina no dia 21 de outubro.

Além do aporte financeiro, o governo apoia a programação com a atuação direta de mais de 20 órgãos dentro de suas especificidades, desde adequação e liberação de espaços públicos, serviços e divulgação, entre outros.

O apoio da estrutura pública, que também envolve recursos financeiros, e o repasse de financeiro contraria o discurso do próprio governo em relação a situação econômica do Estado. Desde 2016 o Estado vem parcelando o pagamento dos servidores alegando dificuldades financeiras. A falta de recursos também estaria comprometendo o funcionamento de setores como saúde e segurança.

A crise financeira provocou uma queda de 49% em investimentos do governo do Amapá, passando de R$ 762 milhões para R$ 385 milhões entre 2015 e 2016. Os dados são do próprio governo do estado. A crise, de acordo com o governo, causou a paralisação de 120 obras. De 200 iniciadas, apenas 80 estão em andamento, em “ritmo lento”, afirmou recentemente o governo.

Por outro lado, o estado diz que houve um crescimento no pagamento de despesas resultantes em investimentos. Em 2014 foram R$ 198 milhões, 7% a menos que em 2015, quando foram liquidados R$ 212 milhões.

Mesmo enfrentando as supostas dificuldades e faltando pouco mais de um ano e meio para novas eleições, os recursos para as comemorações da igreja estão garantidos.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here