Desenvolvimento Econômico: prefeitura e agricultores do polo de Fazendinha traçam ações

0
103

Na segunda-feira, 8, a equipe técnica e administrativa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semdec) reuniu-se com os agricultores do minipolo do distrito de Fazendinha para traçar ações para este primeiro semestre. Foi decidido que a prefeitura ajudará no recolhimento de caroços de açaí que são descartados pelas batedeiras para serem usados como adubo nas plantações dos agricultores. Também serão recolhidos bagaços de cana de açúcar e casca de mandioca.

De acordo com a experiência dos agricultores, esses “lixos” são poderosos adubos orgânicos e riquíssimos para o desenvolvimento das hortaliças e frutos, mas eles não possuem transporte para recolher na cidade. “Aqui [Fazendinha] trabalhamos com orgânico. Já fiz cursos e participei de encontros agrícolas em outros estados do país. Estive em Franca [São Paulo] e lá usam pó de café e nosso carroço de açaí. É muito mais rico em nutrientes minerais e podem ser reaproveitados como adubo”, explicou o presidente da Associação de Aquicultores Familiares do Polo Hortigranjeiro da Fazendinha, Domingos Silva.

Também foi decido que haverá uma feira toda primeira sexta-feira do mês. O local ainda está sendo estudado para atingir o maior número de consumidores; a primeira ocorrerá no dia 2 de junho. Para o titular da Semdec, Lucas Abrahão, é importante o diálogo com os produtores e, mesmo diante de uma crise econômica, a saída é acreditar na criatividade e na produção local. “Temos dificuldade financeira, mas estamos aprendendo muito com o nosso setor primário, como os agricultores, que mostram as soluções mais práticas, que, às vezes, precisa apenas de força de vontade para executar, pode parecer pouco, mas, tendo resultado, a economia fortalece”.

A Semdec também estará disponibilizando um microtrator para preparação de solo para as áreas que necessitarem, assim como está sendo feito em outros distritos. A comunidade solicitou melhora para os ramais, mas, devido ao período de chuva, provavelmente, só poderá ser feita no próximo semestre. A demanda será repassada para a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura Urbana (Semob).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here